.:: Programação Temária - IO SP 2006 ::...

Painel

P 07 - Gestão do Conhecimento e Cultura Organizacional
   Horário(s):  
   02/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

Com alguma freqüência, discussões sobre Gestão do Conhecimento ficam restritas à análise de ferramentas de software. Por mais que essas ferramentas sejam úteis ou até necessárias à implementação do conceitos de KM, a dimensão mais relevante é a da Dinâmica Organizacional, que facilitará ou destruirá esforços de implementação desses mesmos conceitos. A chave para o sucesso de iniciativas de implantação de KM nas Organizações é a clara compreensão dos aspectos de Cultura Organizacional e Relações de Poder relacionados ao esforço, bem como o gerenciamento efetivo desses aspectos. Gerentes envolvidos no esforço de implementação de KM precisam conhecer os conceitos, métodos e ferramentas de Análise Organizacional derivadas das Ciências Humanas, especialmente da Sociologia e da Ciência Política. Esta apresentação visa aumentar a visibilidade desses aspectos, alertando os envolvidos em processos de KM a respeito de conceitos, métodos e técnicas de grande utilidade para entender e gerenciar sua implementação.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Gestão do Conhecimento
  • Cultura Organizacional
  • Resistência à Mudança
  • Relações de Poder
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Atila Belloquim CostaSócio-Diretor , Gnosis - IT Knowledge Solutions    Sócio-Diretor da GNOSIS – IT Knowledge Solutions. Mestre em Administração pela FEA-USP e graduado em Ciência da Computação pelo Instituto de Matemática e Estatística da mesma universidade (IME-USP). Envolvido em processos de Knowledge Sharing por diversos anos, especialmente na área de Gestão de Processos, possui a Sociologia do Trabalho na Sociedade do Conhecimento como tema de seu doutoramento.




P 07 - O conceito Wiki como mudança de paradigma em gestão do conhecimento
   Horário(s):  
   02/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

Organização vertical, horizontal ou, a mais em "voga", a caótica, de informações. Empresas, gerentes e indivíduos trabalham continua e arduamente para buscar algo que lhes ofereça segurança e rapidez na divulgação gerêncial, analítica e de manutenção de informações, seja de projetos, negócios, tarefas ou planos/sonhos pessoais, porém, prendem-se a paradigmas que rapidamente se tornam ultrapassados pelas novas metodologias de comunicação. Porém, à medida em que a informática avança, as metodologias aceitas ou estão defasadas ou em processo de defasagem, mantendo todo o processo em um nível contínuo e inercial. Atualmente uma nova modalidade de tecnologia de informação tem surgido: a informação compartilhadamente mantida, as quais todos (ou quase todos) podem visualizar, incluir, atualizar, editar, corrigir, etc. Esse tutorial tem por como objetivo apresentar a ferramenta de autoria colaborativa de documentos, denomidada por wiki, como um modelo de planejamento estratégico de análise e/de projetos para pessoas que tem interesse ou já estão em cargos gerenciais.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Conceito de Conhecimento
  • Classificação de análise de informações
  • Paradigmas, valores, vantagens e desvantagens
  • Análise de paradigmas: Centralizado vs Descentralizado organizado
  • Descentralização controlada de Informações
  • Compartilhamento do conhecimento: A Liberdade em um domínio
  • Garantias e direitos: O mundo digital
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Rodrigo De Godoy DominguesConsultor/Desenvolvedor , Hiperespaço LogicWare Consultoria LTDA    Rodrigo Domingues é diretor da Hiperespaço LogicWare Consultoria, empresa especializada em engenharia e projetos de software dedicadas a arquiteturas de computadores pessoais (PC\'\'s) ou sistemas embarcados. Graduado pela Universidade Federal de Uberlândia em Ciência da Computação e Mestre pela Universidade Federal de São Carlos em Computação Gráfica, atualmente atua como Consultor na Zanthus S/A.




P 07 - Perspectivas de Pesquisa em Inteligência Organizacional
   Horário(s):  
   02/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

As organizações respondem a desafios internos e externos com graus variados de efetividade. Uma característica importante das que têm sucesso é que são capazes de identificar e responder adequadamente às mudanças em seus ambientes. Estas mudanças não só incluem as ações específicas de outras organizações, mas mudanças em tecnologia, em sua estrutura interna e em condições sociais e culturais que afetam a organização. Nesse sentido, Inteligência Organizacional (IO) pode ser vista sob dois pontos de vistas mutuamente dependentes: como um processo (dinâmico); como um produto (estático). Como um produto, refere-se à totalidade de informação e conhecimento estruturados, sintetizados e direcionados para um objetivo, que são gerados quando a organização aumenta a sua capacidade de solução de problemas. Como um processo, a IO é interativa, agregadora e uma complexa coordenação das inteligências humana e de máquina dentro de uma organização. Implica que estas inteligências sejam orientadas em direção a processos de fluxo de trabalho. O processo compreende os seguintes componentes: memória organizacional, cognição organizacional, raciocínio organizacional, aprendizado organizacional, comunicação organizacional, contra-inteligência organizacional. Para cada componente serão apresentados conceitos e resultados de dissertações desenvolvidas na Universidade Católica de Brasília.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Conceito de inteligência organizacional
  • memória organizacional
  • cognição organizacional
  • raciocínio organizacional
  • aprendizado organizacional
  • comunicação organizacional
  • contra-inteligência organizacional
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Eduardo Amadeu Dutra MoresiProfessor , Universidade Católica de Brasília    Eduardo Amadeu Dutra Moresi é Professor da Universidade Católica de Brasília (UCB)ação: Engenharia Eletrônica - IME; Mestrado em Engenharia Elétrica - UnB; Doutorado em Ciência da Informação - UnB. Atua na área de tecnologia da informação desde 1990. Atualmente é Diretor dos Cursos de Ciência da Computação e de Sistemas da Informação da UCB.




P 13 - BI - Incorporação de Inteligência ao Negócio
   Horário(s):  
   03/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

À medida que os negócios se tornam centrados e dependentes de conhecimento, a competitividade dependerá, cada vez mais, da capacidade das organizações explorarem de forma efetiva suas informações e bases de conhecimento. Dentro deste contexto, BI está sendo considerada uma das oportunidades mais valiosas de aplicação da Tecnologia da Informação, uma vez que pode suportar decisões de negócio de altíssimo valor agregado. Nesta palestra serão apresentadas abordagens e práticas fundamentais para garantir o aproveitamento efetivo desta oportunidade altamente estratégica.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Estratégias para Exploração das Informações
  • Evolução do Ambiente de DW
  • Ondas de Inteligência
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Ana Renata RodriguesDiretora de Serviços , Forma Informática Ltda    Atuando no mercado há 20 anos, é bacharel em Ciência da Computação pela UNICAMP, consultora da FORMA Informática desde 1990, atualmente responsável por sua Diretoria de Serviços, com forte especialização em Business Intelligence, Gestão de Processos, Planejamento Estratégico de TI e Desenvolvimento de Sistemas, colaboradora em artigos para diversas revistas e consultora associada ao IIR Training.




P 13 - CRM Operacional
   Horário(s):  
   03/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

Para grandes empresas o CRM analítico (garimpagem) faz muito sentido, porém para as pequenas e médias empresas que não tem cultura em seus líderes para conseguir se deixar envolver nestes conceitos e não tem recursos para manter um time de garimpadores este investimento acaba sendo taxado como "na prática a teoria não funciona". O CRM operacional são ferramentas colocadas a disposição dos colaboradores de forma que estes ganhem performance, agilidade, rentabilidade e ainda consigam manter o cliente. Nosso lema é "CRM de errar menos com o cliente". Vamos expor que errando menos com o cliente a empresa já ganha muita confiança e esta é a base para a fidelidade.´ Implantando conceitos de KPI, CRM, BI, KM, BSC mascarados dentro do ERP, e gerando informações de forma a apoiar as diversas pessoas a tomarem suas decisões do cotidiano (como crédito, markup, preços, cobrança) a empresa consegue tirar proveito do que a gestão e a tecnologia podem oferecer de melhor. Temos 40 clientes usando nosso ERP e todos eles sentem na pele a diferença de usar um ERP e usar um ERP que ajude a tomar decisões.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Diferença entre o CRM analítico e o operacional
  • Casos de sucesso da Deak Sistemas
  • Como implementar e resultados esperados
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Luis Fernando G. DeakDIRETOR GERAL , INFOR BUSINESS SOLUÇÕES COM. E SERV. INFORMATICA TDA    




P 13 - Estrutura da Informação na Organização
   Horário(s):  
   03/08/2006 -  17:30 às 18:45 -

ESTRUTURAÇÃO DA INFORMAÇÃO NA ORGANIZAÇÃO A Gestão do Conhecimento delimita uma série de ferramentas tecnológicas e processos de gestão que orientam a busca pelo conhecimento na organização, o armazenamento das informações, bem como, o uso adequado da informação, viabilizando a construção de novos conhecimentos para a organização. Contudo, falta ainda o rigor para definir a estrutura da informação na organização, o que é foco deste trabalho, visto que para tanto não cabe apenas a visão estrutural da Tecnologia da Informação, mas sim uma visão complementar e ontológica da formatação desta estrutura. Este trabalho apresenta o ferramental necessário, para que, antes de se trabalhar com Gestão do Conhecimento, se conheça a estrutura da informação da organização, seja a informação estruturada ou não. Essa visão sistêmica da informação não estruturada e estruturada ou explicitada traz novos elementos ao profissional da TI, fundamentais para construção de soluções e processos que muitas vezes podem não derivar em sistemas, mas sim em uma conjuntura que permita maior eficiência e eficácia nos processos de construção do elemento foco da Organização.

   Tópicos a serem abordados:  
  • Engenharia da Informação
  • Estrutura da Informação
  • Papel da Estrutura da Informação na Gestão do Conhecimento
  • Conhecimento não Estruturado
   Instrutor(es)/Palestrante(s):  
   Geraldino GonÇalves BastosConsultor em Gestão do Conhecimento , MSA - INFOR SISTEMAS AUTOMAÇÃO LTDA    MSc. Geraldino Gonçalves Bastos, Consultor em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação, analista de sistemas, mestre em gestão do conhecimento e da TI, tendo atuado com gestão de projeto, planejamento estratégico e consultoria em TI há mais de 19 anos, hoje aluno especial do curso de Doutorado em Ciência da Informação da UNB, tendo dissertado sobre Outsourcing e o Escm - padrão de souc









© Copyright - Ideti Eventos em Tecnologia da Informação - Todos os direitos reservados.